Psicodrama e Budismo

Caros amigos,

Como eu gostaria de estar mais tempo me dedicando a este blog e ao mundo virtual (já devo ter mencionado isso), mas....vamos lá! 2011 chegando com força total e sempre que for possível estarei aqui compartilhando, pesquisando e aprendendo com voces.

Gostaria de iniciar este ano divulgando o site de um dos mais “iluminados” mestres budistas: LAMA PADMA SAMTEN. Mestre em Física e estudioso da Física Quântica, foi professor acadêmico de 1969 a 1994. Atualmente trabalha como líder, sacerdote e professor no Instituto Caminho do Meio – Centro de Estudos Budistas Bodisatva (CEBB) (RS), entidade que dirige. Seu trabalho está voltado à orientação das atividades de seus alunos, através do estudo, da prática de meditação, de retiros e, sobretudo, através do auxílio na compreensão da espiritualidade e da cultura de paz como caminho para que desenvolvam boas relações no ambiente onde vivem.

Neste site encontramos muitos ensinamentos filosóficos e práticos. Escolhi o ensinamento sobre Compaixão, e que agora compartilho com vocês:

...“Na filosofia budista as palavras amor e compaixão denotam sentimentos e atitudes que vale a pena conhecer. Digamos que alguém olha para uma planta que se encontra num vaso dentro da casa. Pelo olhar compassivo, em vez observar se gosta dela ou não, pergunta como é que ela se sente sem a luz do sol, a água da chuva e sem as suas plantas amigas e companheiras. Quando olhamos uma planta pensando se gostamos ou não, nossa mente opera obstruída pela sensação de gostar ou não gostar. Uma inteligência maior é olharmos para aquela planta perguntando do que ela necessita. E mais do que isso, nós podemos olhá-la e ver do bom jardineiro quais as flores e frutos que essa planta tem escondidas dentro dela, e que ela mesma não sabe. Da mesma forma, podemos olhar o outro e ver o que afeta a sua existência, para nos manifestarmos de forma positiva para remover os obstáculos, isso é compaixão. Para promover as qualidades positivas, isso é amor”....

(texto na íntegra http://www.cebb.org.br/lamasamten/ensinamentos/277-as-cinco-cores-da-compaixao)

Está aí um lindo ensinamento para começarmos a refletir em qual nível estamos estabelecendo nossos vínculos (familiares, amigos, chefe, amores...etc.).

Muitas das nossas “atitudes” e comportamentos inconscientes e inadequados poderiam ser trazidas à luz da consciência para serem revistos, poupando-nos assim dos conflitos e das tristezas geradas.

Seduções, interesses, manipulações são às vezes, utilizados por todos nós, em algum momento de nossas vidas. O psicodrama preconiza, assim como no budismo, se colocar no lugar do outro e passar a ver o mundo como o outro vê, e isto já seria uma grande sacada!

"Compaixão é reconhecer no outro sua natureza estável, perfeita, luminosa, sua condição verdadeira, quebrando o encanto dos jogos mentais que estão produzindo as complicações." (Lama Padma Samten).

Foto da Mandala do Mantra da Compaixão OM MANI PADME HUM

Nenhum comentário:

Postar um comentário